TER, 3 JUL, 17-22h // SARAU DO FIM DO MUNDO – Música, Poesia, Performance, Instalações, Feira de Arte, Roupa, Acessórios, Gastronomia Brasileira e Turca…

EVENTO ESPECIAL – SARAU DO FIM DO MUNDO!

Esta 3.ª feira, 3 de Julho a partir das 17h00 (Recepção às 17h, início às 18h, término às 22h, entrada franca) no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR): Sarau do Fim do Mundo, pelo Colectivo Mãos de Cura!!!

Um evento único para celebrar e honrar a feminilidade e não-conformidade ao binário de género!

Juntes festejamos com música, poesia, performance, instalações, feira de arte, roupa e acessórios, e gastronomia Brasileira e Turca (com opções vegan e bebidas não-alcoólicas)!

36340012_2075361652679803_3254966898286133248_n

COM A PARTICIPAÇÃO ARTÍSTICA DE:

– Luana Júlia, Poeta, Atriz, Performer

– Darsy Art, Ilustração, Instalação

– Guilherme Henriques, Poeta, Ator, Performer

– Rex Timuroğlu – Maquilhador, Ilustrador, Performer

– John Kalagary – Intérprete, Performer, Escritora

– Waquilla Correia Negro – Diretora de Espetáculos, Atriz, Cantora, Escritora

COM A COLABORAÇÃO DE:

– Lolo Arziki, com uma proposta de moda sustentável.

– Bia Leonel, com Neith, marca especializada em colares de tecidos africanos e materiais reciclados.(https://www.instagram.com/neith_tecelagem).

– Maria Bruxxxa com Performance.

 

Evento, aqui. Contamos convosco!

Anúncios

SÁB, 23 de Junho // Seminário Final Múltiplas Discriminações

 

No próximo Sábado, 23 de Junho pelas 14h30, realizar-se-á no Centro de Cultura em Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, o Seminário Final “Múltiplas Discriminações” da V Edição do Projecto Memória e Feminismos da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta.

No âmbito deste nosso projeto, foram dinamizadas ao longo do primeiro semestre de 2018, tertúlias sobre as problemáticas das múltiplas discriminações que muitas mulheres enfrentam, nomeadamente as relativas à sua orientação sexual, identidade de género, condição socioeconómica, origem étnica, país de origem e/ou identidade cultural.

Seminário Final Múltiplas Discriminações

Este evento contará com a participação da Sra. Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro e da Presidente da CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, Teresa Fragoso.

Evento, aqui.

PROGRAMA
14,30 – 15,30 SESSÃO DE ABERTURA

Maria José Magalhães, Presidente da UMAR
Teresa Sales, Coordenadora do Projeto Memória e Feminismos – Múltiplas Discriminações
Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade

15,30 -16,30 1º PAINEL INTERSECCIONALIDADES

– Liliana Rodrigues, (Professora Adjunta do ISAVE Instituto Superior de Saúde e Investigadora do Centro de Psicologia do Porto, CPUP)
– Manuel Carlos Silva, (Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais, Universidade do Minho – CICS.Nova UMinho)
– Maria José Magalhães, (Professora na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da UPorto)
Moderação: Manuela Tavares (CIEG/ISCPS-ULisboa, UMAR)

16,30 – 17 – Coffee-Break

17h – 18,00h 2º PAINEL – TESTEMUNHOS (Lésbicas e Trans, Imigrantes, Ciganas e Trabalhadoras do Sexo)
– Alexa Santos
– Cyntia de Paula
– Sónia Matos e Cláudia Vieira
– Fátima de Souza
Moderação: Teresa Sales

18h SESSÃO DE ENCERRAMENTO
– Joana Sales, Dirigente da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta
– Teresa Fragoso, Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género

SÁB, 20 JAN, 15h00 // Múltiplas Discriminações: mulheres lésbicas e trans

Inserida no novo Ciclo de Tertúlias “Múltiplas Discriminações” a realizar-se no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) esta primeira actividade será dedicada à temática das discriminações das mulheres lésbicas, bissexuais e/ou trans.

As cinco convidadas, Alexa Santos, Clara Carvalho, Eduarda Ferreira, Isabel Bento e Júlia Mendes Pereira são activistas de referência nas lutas e movimentos associativos LGBTQI em Portugal.

Múltiplas Discriminações.png

Uma iniciativa do Projecto Memória e Feminismos da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, que já vai na sua sexta edição, ao abrigo da pequena subvenção da CIG. 

Entrada livre.