CCIF/UMAR Fora de Portas // Seminário Final do Projecto da UMAR, Múltiplas Discriminações II

Convite para o Seminário Final do projecto Memória e Feminismos: Múltiplas Discriminações II, desenvolvido pela UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta com o apoio da pequena subvenção da CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e que se realizará no Sábado, 6 de Julho, na Junta de Freguesia de Alcântara, em Lisboa.

Neste seminário final serão debatidas numa perspectiva feminista interseccional as 4 grandes problemáticas tratadas por este projecto no decurso de 2019 (Mulheres Negras e Afrodescendentes; Mulheres do Interior; Trabalhadoras Domésticas e da Limpeza e Mulheres com Deficiência) contando com a intervenção de investigadoras/es, técnicas e activistas nestas causas. A não perder!

final

::::::::::::PROGRAMA:::::::::::

10h30: SESSÃO DE ABERTURA
– TERESA SALES (Coordenadora do projecto)
– MANUELA RALHA (Vereadora da Cultura de Vila Franca de Xira)
– MARIA JOSÉ MAGALHÃES (Presidente da UMAR)
– ROSA MONTEIRO (SECI – Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade)

11h15: PAINEL I – MULHERES NEGRAS E AFRODESCENDENTES
– ANA PAULA COSTA (Plataforma GENI)
– LÚCIA FURTADO (FEMAFRO)
– MYRIAM TAYLOR (Muxima)
– JOANA SALES (moderação)

14H00: PAINEL II -MULHERES DO INTERIOR
– ADRIANA GOMES (São Pedro do Sul)
– ANA MARGARIDA PAIVA (Pitões das Júnias)
– LÚCIA JORGE (Pitões das Júnias)
– MANUELA TAVARES (Investigadora CIEG/ISCSP-UL)
– CRISTINA BANDEIRA (moderação)

15h00: PAINEL III – TRABALHADORAS DOMÉSTICAS E DA LIMPEZA
– INÊS BRASÃO (investigadora IHC/FSCH-UNL)
– MANUEL ABRANTES (Sociólogo)
– MARGARIDA COELHO (testemunho)
– TERESA SALES (moderação)

16h15: PAINEL IV – MULHERES COM DEFICIÊNCIA
– HELENA ALVES (INR)
– LIA FERREIRA (Arquitecta)
– PATRÌCIA SANTOS (INR)
– PAULA PINTO (Investigadora ISCSP-UL)
– OLÍMPIA PINTO (moderação)

17h10: CONCLUSÕES E ENCERRAMENTO

*A Junta de Freguesia de Alcântara tem acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida
** Entrada livre

Anúncios

QUA, 22 Maio // Apresentação do livro “Morte às Vassouras”

Na quarta-feira, dia 22 de Maio, contamos contigo aqui no CCIF – Centro de Cultura e Intervenção Feminista, para a apresentação do livro “Morte às Vassouras”, pela sua autora, Cláudia Canto.

O relato das peripécias e vivências duma ex-imigrante brasileira, empregada doméstica interna, em Lisboa.

Claudia Canto 22052019

Entrada livre.

 

 

SÁB, 23 MAR, 15h00 // Encontro com Trabalhadoras Domésticas e de Limpeza

No próximo Sábado, 23 de Março às 15h, a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta organiza no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, mais uma sessão do ciclo “Múltiplas Discriminações II” dedicada à problemática das trabalhadoras domésticas e da limpeza.
Contará com a participação do investigador Manuel Abrantes e destas profissionais, como Esmeralda Mateus, Margarida Coelho e Cláudia Canto, autora brasileira do livro “Morte às Vassouras”, que intervirá por skype.

Trabalhadoras domésticas e de limpeza
Entrada livre.

Evento, aqui.

Uma iniciativa do projecto da UMAR “Memória e Feminismos: Múltiplas Discriminações II” com o apoio da pequena subvenção da CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

Hoje e amanhã no CCIF/UMAR…

Lembramos que hoje (21 de Maio 18h30) e amanhã (22 de Maio 18h30), o Centro de Cultura e Intervenção Feminista CCIF/UMAR (Lisboa, Alcântara) receberá duas actividades imperdíveis!

4ª FEIRA, 21 de Maio, 18h30 // “A dominação pelo trabalho em espaço privado: diálogo com memórias de vida”

3ª sessão do 5º ciclo da Universidade Feminista, com as comunicações de:
– INÊS BRASÃO: doutorada em sociologia, propõe falar “da dominação pelo trabalho em espaço privado: diálogo com memórias de vida”
– MANUEL ABRANTES: está a concluir o doutoramento em sociologia económica e das organizações e articula “trabalho doméstico e feminismo: contributos de uma pesquisa empírica na área de Lisboa”.

inscrições para: universidadefeminista@gmail.com

inscrições para universidadefeminista@gmail.com

5ª FEIRA, 22 de Maio, 18h30 // Exibição do filme “Que bom te ter viva” de Lúcia Murat e debate com Heliana Bibas e Sílvia Montarroyos // … Para não esquecer a luta das mulheres contra a ditadura militar no Brasil

mulheres contra ditadura brasil

No âmbito do 50º aniversário do golpe militar no Brasil de 1964, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista pretende assinalar e reforçar o papel das mulheres brasileiras na luta contra a ditadura militar, exibindo o premiado filme “QUE BOM TE TER VIVA” (1989), de Lúcia Murat, seguindo-se um debate com as ex-resistentes HELIANA BIBAS e SÍLVIA MONTARROYOS.

Esta iniciativa à qual a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta e o Centro de Cultura e Intervenção Feminista CCIF/UMAR se juntam, integra-se na programação «Para não esquecer 1964 e a ditadura militar brasileira», organizada pelo CLEPUL-FLUL e a Casa do Brasil de Lisboa.

convite 22 Maio

Universidade Feminista em Maio! 4ªs feiras 07, 14, 21, 28 e dia 30: “Porque o trabalho das mulheres é desvalorizado!?”

Caras/os amigas/os,

Lembramos que esta 4ª feira, dia 30 de Abril às 18h30 no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) às 18h30 teremos a conferência “40 anos após Abril: a participação política e o acesso ao poder”.

E temos o prazer de mostrar porque Maio rima com trabalho… o programa do 5º ciclo da Universidade Feminista para o mês de MAIO 2014 é dedicado a esta temática: “Ser famosa é ter o nome nas palavras cruzadas ou porque o trabalho das mulheres é desvalorizado” – a decorrer no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR).
As sessões dedicadas ao trabalho das mulheres (invisibilidade histórica do seu trabalho, género e sindicalismo, serviço doméstico e feminismo, desigualdades de género, precariedade…) serão às: 4ªas feiras, dias 07, 14, 21, 28 de Maio (18h30-20h30) e na 6ª feira dia 30 de Maio (17h30-19h30).
inscrições para universidadefeminista@gmail.com
inscrições para universidadefeminista@gmail.com Clica na imagem para AUMENTAR