SEG, 16 Abril 18h00 // Mulheres Que Falam De Mulheres

O livro “Mulheres que falam de Mulheres”, inserido no projecto Memória e Feminismos (UMAR), ao abrigo da pequena subvenção da CIG, contém um conjunto de trabalhos de investigação que analisam várias histórias de vida de mulheres. Estas diversas e várias histórias de vida foram recolhidas ao longo dos últimos anos pela UMAR, abrangendo múltiplas regiões de Portugal continental e ilhas.

Na próxima 2ª feira, dia 16 de Abril, às 18h, a sessão de apresentação do livro “Mulheres que falam de Mulheres” será conduzida pela responsável do projecto Memória e Feminismos, Teresa Sales e pela investigadora em Estudos sobre as mulheres, Manuela Tavares, membro da direcção da UMAR.

Entrada livre.
Saudações feministas da UMAR
Anúncios

O CCIF/UMAR fora de portas! Nos próximos dias 6, 7 e 8 de Abril em Santiago de Compostela, Galiza!

Pelo segundo ano consecutivo, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR),  através da nossa associação, a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, participa na organização dos Encontros Itinerantes de Mulheres da Lusofonia. Mulheres, Territórios e Memórias. Em 2017, o I Encontro de Mulheres da Lusofonia decorreu em Vilar de Santos, concelho de Ourense (Galiza) e este ano será em Santiago de Compostela, também na Galiza.

II ENCONTRO MULHERES DA LUSOFONIA (1).jpg

As entidades organizadoras do II Encontro de Mulheres da Lusofonia: Mulheres, territórios e memórias são a Academia Galega da Língua Portuguesa, a Associação Pró-AGLP, e a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta. O encontro visa criar uma rede plural feminista de mulheres do espaço lusófono, potenciando um entrecruzamento de diálogos, de experiências e de conhecimento.

O II Encontro Mulheres da Lusofonia conta com o apoio da

  • Comissão Temática de Promoção e Difusão da Língua Portuguesa dos Observadores Consultivos da CPLP
  • Concelho de Santiago de Compostela
  • Livraria Lila de Lilith – Santiago de Compostela
  • Museu do Aljube. Resistência e Liberdade – Lisboa
  • Projeto Cárcere – Corunha/Galiza
  • Marcha Mundial das Mulheres-Galiza
  • Plataforma Feminista Galega
  • Ondjango Feminista – Angola
  • Fórum Mulher – Moçambique

O programa (infra) reflete o carácter feminista, anticolonial e internacionalista destes encontros de mulheres dos países de expressão portuguesa.

A entrada é livre, sujeita a inscrição (gratuita) para mulhereslusofonia@gmail.com

PROGRAMA:

Programa II Encontro_ final

A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta participará no painel Entre o Ativismo e a Pesquisa. Mulheres na Resistência (com a participação do nosso projeto Memória e Feminismos e no painel Feminismos no Espaço Lusófono. Estará ainda nas mesas de abertura e de encerramento.

Mais informação em: http://www.facebook.com/mulheresdalusofonia

Contamos convosco e/ou com a vossa divulgação! Obrigada!

 

SEG, 26 FEV 18h00 // Sessão Múltiplas Discriminações: Mulheres Imigrantes

Na próxima semana, 2.ª feira 26 de Fevereiro às 18h00, teremos no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) a segunda sessão do ciclo “Múltiplas Discriminações” do Projecto da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, Memória e Feminismos, sobre Mulheres Imigrantes.

As convidadas são quatro mulheres imigrantes em Portugal, de regiões representativas de grandes vagas imigratórias para o país: América do Sul, África (PALOP) e Leste Europeu.

As intervenientes serão:

  • Carla Fernandes, jornalista, fundadora do RádioBlog Afrolis em 2014;
  • Cyntia de Paula, psicóloga comunitária, Presidente da Casa do Brasil de Lisboa;
  • Alina Dudcó, Presidente da associação Kalina – Associação dos Imigrantes de Leste;
  • Patrícia Peret, advogada especialista em direito migratório e direito civil.
    ImigrantesCCIFUMAR

Um debate a não perder. Ver evento.

Entrada livre.

SÁB, 20 JAN, 15h00 // Múltiplas Discriminações: mulheres lésbicas e trans

Inserida no novo Ciclo de Tertúlias “Múltiplas Discriminações” a realizar-se no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) esta primeira actividade será dedicada à temática das discriminações das mulheres lésbicas, bissexuais e/ou trans.

As cinco convidadas, Alexa Santos, Clara Carvalho, Eduarda Ferreira, Isabel Bento e Júlia Mendes Pereira são activistas de referência nas lutas e movimentos associativos LGBTQI em Portugal.

Múltiplas Discriminações.png

Uma iniciativa do Projecto Memória e Feminismos da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, que já vai na sua sexta edição, ao abrigo da pequena subvenção da CIG. 

Entrada livre.

 

SÁB, 8 JUL, 14h30-18h00 // A voz de feministas num percurso de 40 anos

Este Sábado, Seminário do Projecto Memória e Feminismos “A voz de feministas num percurso de 40 anos”, promovido pela UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, com o apoio da pequena subvenção da CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, que decorrerá no dia 8 de Julho entre as 14h30 e as 18h00 no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Alcântara, Lisboa.

O evento contará com as intervenções de:

  • Adriana Bebiano, Entre o recato e o escândalo a reivindicação do corpo pela escrita
  • Anália Torres, Feminismos: do ativismo à academia, reflexões a partir de um percurso pessoal
  • Eduarda Ferreira, Lésbicas e movimento feminista: presenças, partilhas e invisibilidades
  • Helena Neves, Revista Mulheres: aparição e escândalo
  • Manuela Tavares, 40 anos de percursos e desafios
  • Regina Tavares da Silva, Igualdade e direitos das mulheres – sinais de mudança na visão institucional
  • Teresa Sales, sessão de abertura e moderação do debate
  • Teresa Fragoso (Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género).

 

Entrada livre. Evento, aqui.

memorias_40_anos

Saudações feministas da UMAR