SÁB, 30 JAN 10h30-18h00 // Workshop “PASSADO PRESENTE: trabalhar com memórias”

No próximo Sábado, 30 de Janeiro, será realizado no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) o workshop “PASSADO PRESENTE: trabalhar com memórias” que, com curta duração, sintetiza vertentes do tema extenso da memória; como trabalhar com memórias nas ciências sociais e noutros quadrantes.

A primeira parte debruça-se sobre quadros de memória, para retomar o léxico de Maurice Halbwachs, esclarecendo conceitos, interacções e redes de memórias. Um plano a que se traz um olhar iconográfico além da análise de discursos.

A segunda parte incide sobre lugares de memória, expressão de Pierre Nora para visitar, em imagens, alguns memoriais, museus, sítios e vestígios com o passado que interpela o presente pela sua micro vs. macro-história.

WS Idalina Conde 30JAN2016

PROGRAMA:

I. QUADROS DA MEMÓRIA
Memórias, de pessoal a coletiva e histórica
Narrativas com vozes, silêncios e esquecimentos
Registos, de factual a simbólico e ficcional
Redes de memórias, modos de solicitar e interpretar
A abordagem iconográfica e análises de discursos

II. LUGARES DE MEMÓRIA
Imagens para refletir sobre contextos: museus, memoriais, sítios, vestígios
Remembrance, de lembrar a comemorar
Testemunho e trauma; resgates e controvérsias
Relações da micro com macrohistória

IDALINA CONDE – Perfil em https://iscte-iul.academia.edu/idalinaconde
Professora e investigadora no ISCTE-IUL Instituto Universitário de Lisboa, doutorada em sociologia; autora de diversos trabalhos sobre abordagens biográficas, a condição artística e espaços culturais. Desde 2008 realizou cursos e workshops sobre auto/biografias, memórias e histórias de vida. Desenvolve atualmente uma linha de estudos sobre a Europa com iconografias da arte, património, e a abordagem de problemáticas entre as quais as da literacia cultural e da remembrance; relações entre história e memória.

Inscrição (35 euros): a ficha de inscrição será enviada aos participantes após contacto para
write.iccultura@gmail.com (Fernando Ribeiro, 96 006 75 34)

SÁB, 7 de Fevereiro 10h30-18h00 // Workshop INTERPRETAR Pessoas, Percursos e Discursos na Abordagem Biográfica

O workshop «INTERPRETAR PESSOAS, PERCURSOS E DISCURSOS NA ABORDAGEM BIOGRÁFICA» corresponde a 6 horas de formação e decorre no dia 7 de Fevereiro, Sábado, entre as 10h30-13:00 e as 14h30-18h00 no Centro de Cultura e Intervenção Feminista CCIF/UMAR em Lisboa, Alcântara.

Formadora: Idalina Conde, Prof.ª no ISCTE-IUL Instituto Universitário de Lisboa e investigadora do CIES – Centro de Investigação e Estudos de Sociologia. Tem um longo currículo nas áreas da sociologia da arte e da cultura, com publicações sobre a abordagem biográfica e biografias de artistas. Leciona sobre abordagens biográficas no ISCTE IUL. Perfil emhttps://iscte-iul.academia.edu/idalinaconde

APRESENTAÇÃO:
“O que significa interpretar e como se exerce na abordagem biográfica, por sua vez com variantes? A interpretação parece tema menos habitual que o das metodologias sobre modos de recolha de informação, de solicitar testemunhos, da interlocução, bem como sobre o tipo de acervos documentais e iconográficos. Porém, a interpretação é o cerne; desafio substantivo, conceptual e analítico, que se coloca no processo da escuta à escrita. Implica a problemática do sentido e a relação com teorias que produz inteligibilidade e reflexividade sobre pessoas e vidas, pessoais ou colectivas.
O workshop reflecte sobre essa interpretação, a bem dizer plural nas diferentes tradições biográficas, de literária à das ciências sociais. Esclarece processos e modos de interpretar percursos e discursos, introduzindo também à grounded theory (…)”.

PROGRAMA DO WORKSHOP:

1. ENQUADRAMENTO

– Interpretação, para a compreensão e explicação;
– Interpretar pessoas: agência, memória, subjetividade e reflexividade;
– A interpretação como elucidação, descoberta, inferência e concetualização;
– A relação com teorias na abordagem grand/grounded de vidas.

2. APLICAÇÕES
– Modos de interpretar na abordagem biográfica:
Percursos: inscrições contextuais, matrizes e tipologias;
Discursos: estrutura, floração e dimensões da narrativa;
– Ilustrações com pesquisas e casos.

Cartaz Idalina Conde

INSCRIÇÃO E PAGAMENTO:
Valor: 30 EUROS

A ficha de inscrição deve ser remetida para write.iccultura@gmail.com

Contacto 96 006 75 34 (Fernando Ribeiro).

As inscrições só são válidas após pagamento por transferência bancária para: NIB 0010 0000 244 333 600 01 22

ficha de inscrição WS Interpretar

Agenda Feminista 2015 da UMAR

AGENDA FEMINISTA 2015 da UMAR, uma óptima opção para entrar no ano novo, registar os novos compromissos, não esquecer e celebrar datas simbólicas, descobrir mulheres inspiradoras, oferecer, presentear… são muitas as razões para descobrir a 6ª Agenda Feminista da UMAR realizada no âmbito do Projecto Memória e Feminismos, dedicada a mulheres de Coimbra e do distrito de Setúbal que se destacaram pelo seu percurso de vida em prol da dignidade e dos direitos das mulheres.

A AGENDA FEMINISTA 2015 é uma edição tamanho de bolso, com elástico – dimensões 15 x 11cms. 

Pode ser requisitada em troca de donativo (3€ associadas, 4€ não associadas) no Centro de Cultura e Intervenção Feminista CCIF/UMAR  em qualquer delegação da UMAR ou para o e-mail: umar.sede@sapo.pt

capa

SÁB, 12 e 19 de Julho // Curso FALAR DA VIDA: abordagens biográficas, de memórias e histórias de vida

falar da vida

Curso a decorrer a 12 e 19 de Julho no Centro de Cultura e Intervenção Feminista, em Lisboa (Alcântara)

Apresentação:
Este curso apresenta uma perspetiva multifacetada para abordagens biográficas com recurso a testemunhos pessoais e coletivos, orais e escritos, documentais e iconográficos. Convoca as histórias de vida nas ciências sociais, especificidades de percursos e discursos, mas a par de mais registos. A tradição literária, diarística e auto/biográfica contribui igualmente para a reflexão sobre vidas e as suas narrativas, assim como metamorfoses em formas contemporâneas para falar da vida, do “eu” e de “nós” no ciberespaço e nos media – de écrans tradicionais e entrevistas jornalísticas, a narrativas digitais e mais usos dos novos suportes.

O curso decorre em dois módulos: o primeiro reúne coordenadas para o tema, referências e metodologias; o segundo foca narrativas, como se elaboram, estruturam, o que dizem e como. Os eixos da memória, identidade, subjetividade e reflexividade atravessam os módulos, havendo em cada um ilustrações com pesquisas e casos. Neste elenco, diversificado em termos sociais e culturais, também se considera a condição feminina e artística. Mulheres artistas de que se evocam algumas com marcas de singularidade na nossa história e atualidade (de Josefa d’Óbidos a Sarah Affonso e criadoras contemporâneas), entre outras figuras (Frida Kahlo e Sophie Calle, por exemplo).

Destinatárias/os:
Professoras/es, investigadoras/es e estudantes; profissionais de instituições e projectos associados à história oral, histórias de vida, condição feminina, arquivos e documentos pessoais; biógrafas/os, escritoras/es, jornalistas, editoras/es; autoras/es, artistas, programadoras/es e curadoras/es interessadas/os pela vertente biográfica; público em geral com o mesmo interesse.

Idalina Conde – Professora no ISCTE-IUL Instituto Universitário de Lisboa e investigadora do CIES – Centro de Investigação e Estudos de Sociologia. Tem um longo currículo nas áreas da sociologia da arte e da cultura, com diversas publicações sobre a abordagem biográfica e biografias de artistas. Foi fundadora, na sociologia portuguesa, da sociologia biográfica aplicada a percursos profissionais e singularidades da condição artística. Leciona sobre abordagens biográficas no ISCTE-IUL.  Perfil em https://iscte-iul.academia.edu/idalinaconde

PROGRAMA e HORÁRIO

O curso abrange 12 horas de formação, 6 para cada módulo: 

Módulo I: Abordagens biográficas // Sáb, 12 de Julho, 10h-13h/ 14h30-17h30
– Perspetivas, diversidade e complementaridade
– A vida em dimensões, contextos, conteúdos e narrativas
– Modos de fazer: materiais, metodologias e análises
– Ilustrações com pesquisas e casos

Módulo II – Memórias e narrativas // Sáb, 19 de Julho, 10h-13h/ 14h30-17h30
– A vida como discurso e discurso sobre a vida
– Eixos da narrativa: self-telling e self-making
– Figuras, enredos, arquiteturas, evidências, registos
– Ilustrações com pesquisas e casos
– Funcionamento, local e inscrições

PREÇO:
– Módulo I – 30 euros
– Módulo II – 30 euros
– Inscrição para os Módulos I e II – 50 euros

INSCRIÇÃO E PAGAMENTO:
A ficha de inscrição deve ser remetida para write.iccultura@gmail.com
As inscrições só são válidas após pagamento por transferência bancária para: NIB 0010 0000 244 333 600 01 22
As/os participantes devem guardar o comprovativo da transferência. Contacto: 96 006 75 34 (Fernando Ribeiro).

SÁB, 21 de Junho // PROGRAMA da Conferência Memória, Feminismos e Histórias de Vida

Programa da Conferência Memórias, Feminismos e Histórias de Vida, que decorrerá no Sábado, dia 21 de Junho 2014 das 10h00 às 18h00 no Centro de Cultura e Intervenção Feminista CCIF/UMAR.

Esta conferência é o evento final do projecto desenvolvido pela UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta com o apoio da CIG “Memórias e Feminismos II: Novos Olhares, Novas Vozes” que contará com especialistas em história das mulheres e em histórias de vida. Algumas das entrevistadas do documentário realizado por este projecto também estarão presentes.
ccif_2106

PROGRAMA da CONFERÊNCIA MEMÓRIA, FEMINISMOS E HISTÓRIAS DE VIDA

10h00-10h30 – SESSÃO DE ABERTURA:

Teresa Sales – Coordenadora do projecto Memória e Feminismos, “Novos Olhares, Novas Vozes”; Manuela Tavares – Investigadora no Centro Interdisciplinar de Estudos de Género, ISCSP.

10h30- 10h45 – COFFEE-BREAK

10h45-12h30 – PAINEL I – FEMINISMOS E HISTÓRIA ORAL:

Françoise Thébaud– Historiadora, professora emérita da Universidade de Avignon e investigadora no Instituto de Estudos de Género da Universidade de Genebra; Ana Pessoa – Professora na Escola Superior de Educação de Setúbal; Anne Cova – Historiadora e investigadora no ICS.

12h30-13h00 – DEBATE

13h00-14h30 – ALMOÇO

14h30 – 16h00 – PAINEL II – FEMINISMOS E HISTÓRIAS DE VIDA:
Elisabeth Elgán – Investigadora do Departamento de História da Universidade de Estocolmo; Maria José Magalhães – Professora na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, UPorto, investigadora do CIEG, ISCSP/UL; Vera Silva – Antropóloga, coordenadora do projeto  Memória e Feminismos em Coimbra; Micaela Silva – UMAR/Coimbra.

16h00 – 16h30h – DEBATE

16h30h – 17h00 –  COFFEE-BREAK

17h00 – SESSÃO DE ENCERRAMENTO:
Fátima Duarte
– Presidente da CIG; Maria Augusta Seixas  – Jornalista e investigadora; Teresa Sales – Coordenadora do Projecto Memórias e Feminismos II “Novos Olhares, Novas Vozes”.

SÁB, 21 de Junho, 10h00-18h00 // Conferência Memória, Feminismos e Histórias de Vida

Convite para a Conferência Memória, Feminismos e Histórias de Vida, que decorrerá no sábado, 21 de Junho, no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) entre as 10h00 e as 18h00.

Esta é uma iniciativa do Projecto Memórias e Feminismos II promovido pela UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta com o apoio da CIG – Comissão pela Cidadania e Igualdade de Género.

ccif_2106
Esta conferência contará com as participações de:
Anne Cova, Historiadora e investigadora no ICS;
Ana Pessoa, Professora na ESE de Setúbal;
Manuela Tavares, Investigadora no CIEG do ISCSP;
Maria Augusta Seixas, Jornalista e investigadora;
Maria José Magalhães, Presidente da UMAR e Prof.ª na FPCE-UP;
Micaela Silva, membro da UMAR de Coimbra;
Teresa Sales, Coordenadora. Projecto Memórias e Feminismos II;
Vera Silva, Antropóloga e membro da UMAR de Coimbra.
Fátima Duarte, Presidente da CIG (a confirmar)

«Keynote speakers»: Historiadoras Françoise Thébaud (França) e Elisabeth Elgán (Suécia)

Imperdível! ENTRADA LIVRE.

Também podes acompanhar as nossas actividades no Facebook do Centro de Cultura e Intervenção Feminista: www.facebook.com/CentroCulturaFeministaCCIFUMAR .