SEG, 22 ABR 18h // Bauhaus: as mulheres que ficaram esquecidas

No mês em que se comemora o centenário da fundação da lendária Bauhaus em Weimar, a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta pretende assinalar este marco sob a lente feminista, com a sessão “Bauhaus: as mulheres que ficaram esquecidas” no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR).

Esta sessão versará sobre as mulheres que ficaram esquecidas, apesar dos seus contributos de vanguarda que influenciaram a arte no século XX.

Apresentação por Teresa Sales, licenciada em história da arte e coordenadora de projectos na UMAR na área da memória feminista.

T Lux Feininger Bauhaus-Archiv Berlin. Estate of T Lux Feininger(Foto: T Lux Feininger Bauhaus-Archiv Berlin/ Copyright: Estate of T Lux Feininger)

Na foto supra, as mulheres da oficina de tecelagem da Bauhaus na escadaria do prédio da Bauhaus de Dessau em 1927.

Evento, aqui. Entrada livre.

Anúncios

QUI, 8 NOV 18h30 // Percursos do Feminino pela História da Arte

Na 5.ª feira 8 de Novembro terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, Alcântara, entre as 18h30 e as 20h30, a sessão com Joana Tomé sobre os percursos do feminino pela história da arte.

Capa_Facebook

Joana Tomé é designer freelancer e investigadora do CIEBA – Centro de Estudos e Investigação em Belas-Artes em Teoria da Arte e Feminismo. Tem licenciatura em Escultura na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL), Mestrado em Ciências da Arte e do Património (FBAUL) e Doutoramento em Belas-Artes, na vertente de Ciências da Arte (FBAUL).

Evento: https://www.facebook.com/events/289754771876552/

Entrada livre!