Lembrete: Sábado, 9 de Maio às 15h00 // As Mulheres nas Crises Académicas durante a Ditadura

Lembramos que hoje, Sábado 9 de Maio às 15h00, realizar-se-á a sessão “As Mulheres nas Crises Académicas durante a Ditadura” com o intuito de visibilizar o papel das estudantes que também se empenharam e participaram activamente nas crises académicas dos anos 1960.

Sessão única com intervenções de 4 convidadas (Diana Andringa, Etelvina Sá, Maria Emília Brederode e Maria Augusta Seixas) na época, estudantes universitárias, que relatarão como foi esse período e que consequências sofreram devido ao seu activismo em tempos de ditadura. A não perder!

Entrada Livre.

Cartaz Crises Academicas 09MAI2015

* No cartaz, foto inédita da jornalista Maria Augusta Seixas, de um plenário no qual participou, em frente à Reitoria da Universidade de Lisboa a 20 de Fevereiro de 1963, contra os processos disciplinares instaurados aos/às estudantes no decurso da Crise Académica de 1962.

SÁB, 9 de Maio, 15h00 // As Mulheres nas Crises Académicas durante a Ditadura

No Sábado, 9 de Maio entre as 15h00 e as 18h00, terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) uma sessão com as intervenções e testemunhos de Diana Andringa, Etelvina de Sá, Maria Emília Brederode e Maria Augusta Seixas que participaram activamente nas lutas estudantis no tempo da ditadura – crises de 1962 e 1969. Esta é uma temática muito pouco abordada no feminino, onde o papel activo das mulheres fica esquecido.

A não perder! ENTRADA LIVRE!

Cartaz Crises Academicas 09MAI2015

Uma iniciativa do Projecto Memória e Feminismos.

* No cartaz, foto inédita da jornalista Maria Augusta Seixas, de um plenário no qual participou, em frente à Reitoria da Universidade de Lisboa a 20 de Fevereiro de 1963, contra os processos disciplinares instaurados aos/às estudantes no decurso da Crise Académica de 1962.

QUA, 15 de Outubro, 18h30 // Apresentação do livro “Mulheres contra a Ditadura” de Cecília Honório

Na próxima 4ª FEIRA, 15 de OUTUBRO pelas 18H30, terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) a apresentação do livro “AS MULHERES CONTRA DITADURA” da historiadora e deputada CECÍLIA HONÓRIO, com a participação da autora.

É preciso dizer que estas mulheres existiram, contavam e correram imensos riscos – Cecília Honório.

Sinopse:
Este trabalho destina-se a dar visibilidade às raparigas do Movimento de Unidade Democrática Juvenil (MUDJ, 1946-1957), que arriscaram, estiveram presas, leram livros proibidos, recrutaram, discursaram, militaram nas campanhas, discutiram animadamente nos cafés, e desafiaram até a moral e os bons costumes do tempo, com a sociabilidade mista, que juntava raparigas e rapazes nos passeios no campo, nos piqueniques, ou cantando Lopes Graça. Vai à procura das que começaram a sua vida política no MUDJ e das muitas que passaram da luz à sombra, mesmo quando não desistiram de lutar contra a ditadura.

MulheresContraaDitadura

Partilhamos aqui a entrevista de Nuno Ramos da Almeida a Cecília Honório publicada no Jornal I a 29/09/2014:
http://www.ionline.pt/artigos/liv/ceclia-honrio-preciso-dizer-estas-mulheres-existiram-contava

Contamos com a tua presença no dia 15 de Outubro às 18h30 no CCIF/UMAR!