E que venha 2021, com muita cultura feminista!

Após um ano atípico e exigente a todos níveis, com impacto muito assinalável para a vida das mulheres, raparigas e pessoas não binárias, a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta deseja a todas/xs um melhor ano para 2021, e que consigamos dar mais passos rumo a uma sociedade mais feminista, justa e igualitária.

Após sessão de ontem, a 30 de Dezembro de 2020, do Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) dedicada à partilha de leituras da obra de Clarice Lispector, escrevemos-vos na véspera de Ano Novo no comprometimento de continuação da promoção e usufruto de uma cultura feminista, produzida por mulheres e/ou com uma forte perspectiva de género e feminista, contribuindo para a divulgação do trabalho das criadoras de cultura, qualquer que seja a sua expressão (literatura, artes visuais, artes performativas, música, etc.).

A nossa programação em 2021 continuará a ter uma forte componente de reflexão feminista sobre temas que nos afectam, sendo 2020 um bom exemplo do CCIF/UMAR de rápida adaptação e superação das dificuldades trazidas pela pandemia de Covid-19, tendo voltado a programação cultural exclusivamente para o ambiente online logo a partir da segunda quinzena de Março de 2020.

Foi ainda no primeiro trimestre que não deixámos morrer o ciclo até então presencial e mensal “Leituras Partilhadas”, duplicando a sua periodicidade de mensal para quinzenal e tornando-o acessível em qualquer lugar do mundo à distância de um clique. Periodicamente, este ciclo passou a incluir sessões de leitura temáticas, para divulgar, reflectir e celebrar obras de grandes escritoras como Maria Velho da Costa (um mês após a sua morte) ou Clarice Lispector (no mês do centenário do seu nascimento). Adicionalmente, por ocasião do Dia das Bruxas, realizámos uma roda de leitura sobre o tema da perseguição histórica às mulheres.

Para ajudar a combater o isolamento e incerteza das primeiras semanas da quarentena criámos, em Abril de 2020, o ciclo online “Conversas Soltas” que, desde então, organizou quase 2 dezenas de sessões online sobre várias temáticas intrínsecas à vida e aos direitos das mulheres e raparigas, como: os feminismos na actualidade; precariedade na cultura; crise na habitação; sexismo e idadismo; gordofobia; violências de género; mulheres migrantes; criadoras literárias e musicais; saúde das mulheres ou Pequim +25.

Além destes ciclos culturais e de intervenção feministas e das iniciativas presenciais dinamizadas pré-pandemia no nosso espaço em Lisboa/Alcântara, celebrámos novas parcerias com a plataforma cultural Gerador, Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival ou a STOP Gordofobia e demos continuidade a outras já estabelecidas como a Academia Galega da Língua Portuguesa, FEM TOUR TRUCK – Festival Itinerante de VideoArte Feminista, TransMissão: Associação Trans e Não-Binária ou a Revirada revista feminista.

Entretanto, desvelamos que outras iniciativas e parcerias têm vindo a ser preparadas, as quais ir-se-ão desabrochar ao longo de 2021!

Sigam-nos aqui no WordPress e na nossa página de facebook para ficarem a par das nossas iniciativas e notícias nacionais e internacionais que digam respeito à cultura feminista.

EM SETEMBRO DE 2021 CONCLUIREMOS 10 ANOS DE CONTÍNUA PROGRAMAÇÃO CULTURAL FEMINISTA, INTERNACIONALISTA E INTERSECCIONAL. 10 Anos em que, muitas vezes em esforço e sem qualquer tipo de apoio externo, não desistimos do nosso sonho de tentar disponibilizar da forma mais acessível possível ao maior número de pessoas, actuais criações culturais e artísticas assim como debates feministas.

Terminamos reiterando a nossa solidariedade para com todas as pessoas, sobretudo do sector cultural, que enfrentaram um grande revés em 2020.

Que 2021 finalmente traga o real reconhecimento do valor e papel da cultura para a sociedade!

Saudações Feministas e Rebeldes do CCIF/UMAR

O CCIF/UMAR no 8 de Março 2018

O Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) estará ao rubro no dia 8 de Março – Dia Internacional das Mulheres.

De manhã, entre as 10h15 e as 12h30, o CCIF/UMAR estará fora de portas! Será feita uma comunicação sobre o nosso centro no âmbito da estratégia da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta na promoção da cultura e pensamento feministas na cidade de Lisboa desde 2011.

Esta intervenção será feita por Joana Sales,  coordenadora cultural do CCIF e membro da direcção da UMAR, na sessão Comemorativa do Dia Internacional da Mulher da Escola Artística António Arroio.

28378734_2257731464240888_1122652052573388800_n

Ao final da tarde, pelas 18h00, Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR)  fará a Sessão de Homenagem “Experiências de uma luta” às ex-trabalhadoras da Triumph, recuperando a memória das trabalhadoras que ao longo da história fizeram valer os seus direitos. Recorde-se que centenas destas trabalhadoras ficaram sem trabalho este ano, com o fecho da fábrica Triumph de Sacavém, mas que elas lutaram até ao fim, num exemplo de coragem e persistência, permanecendo quase três semanas à porta da fábrica de dia e de noite, protegendo os bens que por direito eram seus.

Cartaz_homenagem

A sessão às 18h00 “Experiências de uma luta” no CCIF/UMAR é aberta ao público, mas o Jantar de Homenagem na Junta de Freguesia de Alcântara às 20h00 é um evento reservado.

A UMAR participará também nas manifestações do 8M de Lisboa (concentração às 18h no Terreiro do Paço) e no 8M de Coimbra (concentração às 16h na Praça da República). Acompanha as dezenas de iniciativas em que a UMAR está envolvida por todo o país no nosso facebook.

POR UM 8 DE MARÇO FEMINISTA E UMARISTA!

Fotos do 39.º Aniversário da UMAR (1976-2015)!

No passado dia 12 de Setembro, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) acolheu uma festa de aniversário da UMAR – União de  Mulheres Alternativa e Resposta com um convívio animado pela actuação do grupo musical Ars Nova de Manhouce. Ars Nova significa “Arte Nova” e conta com as jovens e muito promissoras vozes de Adriana Gomes, Ana Rita, Susana Alves e Cíntia Gomes e com a direcção musical de António Alexandrino.

Neste evento, foi também constituída a comissão promotora da comemoração dos 40 anos da UMAR para o próximo ano.

Mais informação e fotografias deste evento em: https://www.facebook.com/CentroCulturaFeministaCCIFUMAR

2016 será mais um marco importante da história da nossa associação, fundada em 1976!

1545845_964112846978747_6885057169239091055_n

11990666_964112793645419_3289756090222718793_n

12027495_964112903645408_522369728200118892_n

SÁB, 4 OUT 15h00-20h00 // 3º Aniversário do CCIF/UMAR

Sábado 4 de Outubro, no âmbito do 3º aniversário do Centro de Cultura e Intervenção Feminista, será exibido às 19H00 o filme “EU DECIDO. O TREM DA LIBERDADE” realizado por um colectivo de mulheres cineastas contra a reforma da lei do aborto em Espanha.

Segue o programa do 3º aniversário do CCIF/UMAR com a calendarização de cada actividade. A abertura será às 15h e o programa, para as/os mais entusiastas, terminará já de noite, em modo de jantar e de convívio.

Apareçam!

CCIF aniversárioVF