QUA, 2 DEZ 18h30 // Conversas Soltas: O Papel das Ex-Fanatecas na Prevenção e Combate à MGF

No âmbito do ciclo “Conversas Soltas” do Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIFUMAR) e do trabalho da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta desenvolvido ao longo de largos anos na área da Mutilação Genital Feminina (MGF) e do seu actual projecto “Intervenção Precoce em Igualdade” no concelho de Almada, anunciamos que a próxima sessão online será dedicada ao papel das ex-fanatecas na prevenção e combate à MGF.

Teremos como intervenientes: Alice Frade (P&D Factor); Eduardo Jaló (Associação dos Filhos e Amigos de Farim); Fatumata Djau Baldé (Comitê Nacional para o Abandono de Práticas Tradicionais Nefastas à Saúde da Mulher e Criança / Guiné-Bissau).

ALICE FRADE – Antropóloga e diretora executiva da P&D Factor – Associação para a Cooperação sobre População e Desenvolvimento, Alice Frade dedica-se a trabalhar em Advocacy e Cooperação para o Desenvolvimento há 14 anos. É autora e coautora de vários trabalhos nesta área, sobretudo nas temáticas da Educação, Saúde Sexual e Reprodutiva, População e Desenvolvimento e Direitos Humanos. Alice Frade é também consultora do programa “Príncipes do Nada”.

EDUARDO DJALÓ – Licenciado em Gestão e Administração Pública no ISCSP-UL. Presidente da Associação dos Filhos e Amigos de Farim desde 2014.

FATUMATA DJAU BALDÉ – É formada em Contabilidade e Mestre em Estudos legais pela ‘Atlantic International University. Activista de direitos humanos e dedicada na luta contra a prática de excisão feminina através da Organização Não Governamental – Comitê Nacional para o Abandono de Práticas Tradicionais Nefastas à Saúde da Mulher e Criança. Presidente do Comité e também membro da direcção executiva do Comité Inter Africano para Abandono das Práticas Tradicionais Nefastas à Saúde da Mulher e Criança.

Inscrições gratuitas para o e-mail: centroculturafeminista@gmail.com

Uma sessão a não perder!

Saudações feministas do CCIF/UMAR

A UMAR é parceira do Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival

É com muito prazer que a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta através do nosso Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) se associa ao Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival, o 1º Festival de Cinema em Portugal dedicado à cinematografia feita por mulheres do Mediterrâneo, com edições anuais desde 2014.

Nesta 7.ª edição, a decorrer entre 23 e 30 de Novembro em Lisboa, o CCIF/UMAR participará em dois momentos deste marcante festival!

Esta 4.ª FEIRA, 25 NOV no Cinema São Jorge, Sala 3, após a exibição às 15h00 dos filmes “The Bush School” (Emanuela Zuccalá) e “I Am de Revolution” (Benedetta Argentieri) participaremos às 17h00 na Mesa Redonda “O Direito de Ter um Corpo Inteiro, Direito de ser Livre” com antropóloga Clara Carvalho e as realizadoras destes 2 filmes que tratam das temáticas da mutilação genital feminina (Libéria) e, mais em geral, dos direitos humanos das mulheres.

Participação do CCIF/UMAR, com Janica Lopes N’Dela e Olímpia Pereira, nesta Conversa/Debate com as realizadoras

Na 6.ª feira 27 NOV às 17h no Cinema São Jorge, Sala 3 poder-se-á visualizar os filmes: “Cellfie“, de Débora Mendes (PT); “The Load“, de Gaia Giapponesi (IT) e “Eva Wishes“, de Lisa Diaz (FR).

Seguidamente, às 18h30, participaremos na Mesa Redonda “Gravidez? Talvez. Entre escolha, desejo e controlo social“, um debate sobre a gravidez nas suas articulações com os discursos de controlo social, totalitarismo e liberdade com as três realizadoras.

Participação do CCIF/UMAR com Joana Sales, nesta Conversa/Debate com as realizadoras

Mais informações sobre esta programação, aqui: Programa dia a dia | Olhares do Mediterrâneo (olharesdomediterraneo.org)

Não percam as fantásticas obras realizadas por mulheres da zona do Mediterrâneo que este Festival nos dá a possibilidade de descobrir.

SEX, 20 NOV 18H // Conversas Soltas: Mulheres na Música Galega e Portuguesa

No âmbito do ciclo do “Conversas Soltas” do Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIFUMAR) anunciamos a próxima sessão online para o dia 20 de Novembro às 18h, dedicada ao papel e contributo das mulheres na música galega e portuguesa.

Este evento do CCIF/UMAR conta também com a parceria da Academia Galega da Língua Portuguesa e da Associação Pró-Academia Galega da Língua Portuguesa.

As nossas convidadas serão as músicas e académicas Helena Marinho e Isabel Rei Samartim.

HELENA MARINHO – pianista, é Prof.ª associada no Departamento de Comunicação e Arte na Universidade de Aveiro e investigadora integrada do Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos de Música e Dança. Os seus interesses de pesquisa centram-se nas áreas da investigação em performance, e história e práticas da música portuguesa dos séculos XX e XXI.

Liderou entre 2017 e 2019 um projecto de investigação sobre mulheres intérpretes e compositoras portuguesas, financiado pela FCT e fundos europeus.

Helena Marinho

Helena Marinho intervirá nesta sessão sobre a temática das mulheres portuguesas na música erudita – séculos XX e XXI. Pretenderá apresentar e discutir uma breve contextualização dos constrangimentos e acção das mulheres no campo da música erudita, partindo de dados históricos e linhas transversais que caracterizam este percurso criativo ao longo do séc. XX e até aos nossos dias.

ISABEL SAMARTIM – guitarrista, Doutora em História da Arte pela Universidade de Santiago de Compostela com a tese A guitarra na Galiza, que trata a história da guitarra galega desde o século XII ao XIX. É Prof.ª no Conservatório Profissional de Música de Santiago de Compostela (actividade que combina com recitais de divulgação das mulheres guitarristas galegas) integrando também o Departamento de Música da Universidade do Minho (Braga, Portugal). 

É fundadora e patroa da Academia Galega da Língua Portuguesa e membro da Associação Colóquios da Lusofonia e do Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.

Isabel Rei Samartim

Isabel Samartim intervirá sobre as mulheres guitarristas galegas dentro do contexto das mulheres músicas na Galiza, quem são elas, como decorreram as suas carreiras artísticas, a sua relação com Portugal, e em que contribuíram para o desenvolvimento da música galega, focando especialmente o século XIX. Em relação a isto, e se for de interesse, poderão tratar-se brevemente outras mulheres músicas mais actuais que destacaram pelo seu compromisso social e político. Haverá indicação de vídeos e áudios.

INSCRIÇÕES GRATUITAS para o e-mail centroculturafeminista@gmail.com Após inscrição será enviado link de acesso. Evento aqui.

QUI, 5 NOV 18h // Leituras Partilhadas online

Anunciamos a próxima sessão online do ciclo do Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) LEITURAS PARTILHADAS, para 5.ª feira 5 de Novembro às 18h.

Ansiosas por mais um fim de tarde de reunião, reflexão e fruição cultural feminista! Qualquer tipo de texto é bem-vindo, pode ser uma citação, verso, poema, artigo, romance, ensaio, notícia, manifesto, etc. O mais importante é a partilha de algo que nos toque numa perspectiva de género.

Inscrições gratuitas para o e-mail: centroculturafeminista@gmail.com

Após a inscrição enviaremos o link de acesso.

TER, 27 OUT 18h // Sessão online “Conversas Soltas: Cancro da Mama”

No âmbito do Mês Internacional de Prevenção do Cancro da Mama, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) dedicará, na 3.ª feira 27 de Outubro às 18h, uma sessão online do ciclo “Conversas Soltas” a esta temática, com foco nas vivências destas pacientes numa perspectiva feminista.

Convidadas: Catarina Ramos, doutorada em Psicologia da Saúde, é Prof.ª no IUEM e no ISPA. acompanha mulheres com cancro da mama (individualmente e em grupo). É responsável pelos grupos terapêuticos do Núcleo Regional do Sul (NRS) da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC); Sofia Abreu, directora do Movimento Vencer e Viver do NRS da LPCC; Idalina Rodrigues, co-fundadora da UMAR e médica no Hospital de Santa Maria.

Inscrições gratuitas para o e-mail: centroculturafeminista@gmail.com

SEX, 23 OUT 18h // Leituras Partilhadas online | sessão temática: perseguições das mulheres e suas resistências

Aproximamo-nos do fim de Outubro e das celebrações ancestrais relacionadas com o denominado dia das bruxas ou “Halloween”, celebrado na véspera do 1 de Novembro, sobretudo em países anglosaxónicos.

É neste contexto que o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) convoca a próxima sessão das Leituras Partilhadas online, dedicada à temática das mulheres que têm sido perseguidas ao longo dos tempos, mas também das suas resistências desafiadoras, numa perspectiva abrangente.

Lançamos alguns tópicos possíveis para esta sessão especial:

  • Histórias de mulheres que sofreram perseguição;
  • As mulheres e o conhecimento: novas e antigas formas de desvalorizar e estigmatizar o saber das mulheres;
  • O contexto histórico da formação do estereótipo da bruxa: a alienação dos bens comunais e a acumulação do capital;
  • O estereótipo da bruxa como demonização das mulheres velhas;
  • A desvalorização das crenças e saberes dos povos colonizados.
  • As mulheres e o conceito comunitário de cultura vs a cultura como produto;
  • As mulheres como prestadoras de cuidados de saúde;
  • As mulheres e as mezinhas: o conhecimento do mundo vegetal;
  • Que interpretação desde o feminismo de dicotomias como saber popular/erudito, tradição/modernidade, individual/colectivo.
  • Quem são as “bruxas” na actualidade; etc.

Ansiosas por este fim de tarde convosco!

Inscrições gratuitas para este e-mail: centroculturafeminista@gmail.com

Após a inscrição enviaremos o link de acesso 🙂

Um abraço da equipa do CCIF

QUA, 14 OUT, 17H // Sessão online ECOFEMINISMOS da UMAR no Festival Umundo.Lx

A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta organizará na próxima 4.ª feira 14 de Outubro, das 17h às 19h, uma sessão online sobre ECOFEMINISMOS, no âmbito da primeira edição do Festival Umundu Lx.

As convidadas serão Teresa Moure (Galiza) e Manuela Tavares (Portugal).

TERESA MOURE – Galega, é Professora de Linguística Geral e de Estudos de Género na Universidade de Santiago de Compostela. Para além desse perfil académico, cultiva uma faceta artística, como escritora de romance, ensaio, teatro e poesia (com textos traduzidos para diversos idiomas e reconhecidos com diferentes prémios) e uma faceta ativista vinculada a defesa de valores feministas, multiculturalistas e de resistência política e cultural no país sem estado onde mora.

MANUELA TAVARES – Co-fundadora e membro da direcção da UMAR, é investigadora no CIEG – ISCSP-ULisboa. É também presidente da Associação Fragas Aveloso – Associação para a Interação Ambiental, Científica, Comunitária e Cultural, localizada no concelho de São Pedro do Sul/Viseu.

Não é necessária pré-inscrição.

Bastará clicar no link que se encontra no evento da Umundo.Lx: https://www.umundu.pt/events/ecofeminismos/

* O Festival Umundu.Lx, um festival colectivo para a transformação sustentável, uma plataforma de partilha, comunicação, articulação e mobilização entre todas/xs. Durante nove dias, este Festival acolherá diferentes tipos de eventos, como palestras e debates, projeções de filmes, workshops, visitas guiadas, exposições e acções de rua, bem como atividades culturais.

Até dia 14 de Outubro às 17h, online neste link.

Saudações feministas

QUI, 8 OUT, 18h // Leituras Partilhadas online

O Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) anuncia a próxima sessão do ciclo quinzenal online LEITURAS PARTILHADAS para a próxima 5ª feira, 8 de Outubro, às 18h00.

O objectivo destas rodas de leitura é a de que cada pessoa leia um texto, excerto de livro, artigo, poema ou citação que proporcione despois uma troca de reflexões e impressões sobre obras, autoras/es e/ou assuntos que nos movem do ponto da condição das mulheres, do género e/ou feminismos.

Envia-nos para o e-mail centroculturafeminista@gmail.com ou por mensagem privada nas nossas páginas de facebook UMARfeminismos e CentroCulturaFeministaCCIFUMAR indicando o teu nome e intenção em participar nesta sessão, para assim te podermos contactar.

Utilizaremos uma plataforma de muito fácil utilização. Bastará clicar no link que enviaremos a cada participante um pouco antes do início da sessão.

Até 5.ª feira e boas leituras!

TER, 29 SET 18H // Conversas Soltas: Femicídios em Portugal durante a pandemia de Covid-19

Na próxima 3.ª feira, 29 de Setembro às 18h, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIFUMAR) retomará o seu ciclo online “Conversas Soltas” (dedicado a várias problemáticas que afectam os direitos das mulheres, em especial no contexto da actual pandemia) com o tema “Femicídios em Portugal durante a pandemia de Covid-19”.

As intervenientes, Camila Iglesias, Carolina Magalhães Dias e Cátia Pontedeira são membros do Observatório de Mulheres Assassinadas da UMAR e explorarão o seu último e recém-lançado relatório, analisando os dados de femicídios, tentativas de femicídios e ameaças de morte publicadas nos media entre os meses de Março e Maio de 2020.

Este e todos os anteriores Relatórios do Observatório de Mulheres Assassinadas estão disponíveis para consulta no site da UMAR em: www.umarfeminismos.org

As participações nesta conversa online são gratuitas, bastando enviar mensagem privada nas nossas páginas de facebook ou e-mail para: centroculturafeminista@gmail.com para depois podermos enviar o link de acesso.

Contamos convosco!

QUI, 17 SET 18h // 1 ANO DE LEITURAS PARTILHADAS!!!

Na próxima 5.ª feira, 17 de Setembro, às 18h, assinala-se um ano da criação do ciclo “Leituras Partilhadas” do Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) dedicado à troca de impressões e reflexões sobre os livros que nos marcam do ponto de vista do género e/ou feminista.

O sucesso superou as nossas expectativas e, passadas 52 semanas e várias edições (primeiro presenciais e depois online) esta comunidade leitora feminista cumprirá na sua 17.ª sessão (online), um ano de actividade.

As inscrições são gratuitas e deverão ser enviadas por mp no facebook do CCIF/UMAR ou ainda para o e-mail centroculturafeminista@gmail.com – o link de acesso será enviado no próprio dia.

Até 5.ª feira e boas leituras! 😉