Em Outubro, chovem actividades no CCIF/UMAR… não percas!

Programação completa do Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, Alcântara, para o mês de Outubro.

Com iniciativas organizadas pela UMAR e outras em parceria com o  Festival Umundu Lx e a Biblioteca Municipal de Alcântara, teremos uma programação recheada de oficinas, tertúlias e debates sobre temas que marcam a actualidade. Desde o Tráfico de Seres Humanos, Ambiente, Livros Cartoneros, Saúde Mental/Ansiedade, Moda Sustentável ou Ecofeminismos.

Os eventos Umundu marcados com asterisco têm inscrição obrigatória em: https://www.umundu.pt/#programa2022

Os restantes, são de entrada livre!

QUI, 13 OUT 18h30, online
LEITURAS PARTILHADAS
Inscrições para: centroculturafmeinista@gmail.com

SÁB, 15 OUT, 15h-18h no CCIF/UMAR
Oficina SUSTENTABILIDADE E ÁGUA NA COZINHA*
Org: Festival Umundo
Inscrição em: https://www.umundu.pt/#programa2022

QUA, 19 OUT 18h-21h no CCIF/UMAR
Oficina LABORATÓRIO DE ANSIEDADE*
Org: Festival Umundu
Inscrição em: https://www.umundu.pt/#programa2022

QUI, 20 OUT 16h30-17h30 no CCIF/UMAR
A CIDADE DO LAGO
Apresentação de jogo multimédia sobre alterações climáticas
Org: Festival Umundu
Entrada livre

QUI, 20 OUT 18h30-19h30 no CCIF/UMAR
Conversa MODA CONSCIENTE. É POSSÍVEL TER ROUPA OM MENOS IMPACTE?
Org: Festival Umundu
Entrada livre

SEX, 21 OUT, 18h00-19H30 no CCIF/UMAR
Oficina LIVROS CARTONEROS*
Exposição e Oficina
Org: Festival Umundu
Inscrição em: https://www.umundu.pt/#programa2022

QUI, 27 OUT, 18h30 na Biblioteca de Alcântara
TRÁFICO DE SERES HUMANOS
Sessão com Mara Clemente
Org: UMAR / BMA
Entrada livre

SÁB, 29 OUT, 16H-18H no CCIF/UMAR
O FUTURO É ECOFEMINISTA
Conversa com Lara P. Guedes e Luísa Barateiro
Org: UMAR / Festival Umundu
Entrada livre

Contamos convosco 💜♀️🌿🌍

QUI, 13 OUT 18h30 // Leituras Partilhadas online

Após a nossa bela comemoração do 3.º aniversário das Leituras Partilhadas no jardim do Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR), vimos anunciar a realização da próxima tertúlia, esta 5.ª feira 13 de Outubro às 18h30 via Zoom.

Os textos a apresentar poderão ser de qualquer natureza. O importante é que seja uma leitura cuja reflexão nos toque do ponto de vista feminista.

Inscrições gratuitas para o e-mail: centroculturafeminista@gmail.com

Boas leituras e até 5.ª feira!

QUI, 29 SET 18h30 // Violência no Namoro: Como reconhecê-la? A situação em Portugal e na Europa

Esta 5.ª feira 29 de Setembro às 18h30, o Ciclo Violências co-dinamizado pelo Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) , realizará na Biblioteca de Alcântara a sessão “Violência no Namoro: Como reconhecê-la? A situação em Portugal e na Europa” que será dinamizado pelas técnicas Margarida Pacheco e Margarida Maia do projecto ART’THEMIS+ UMAR – Jovens Protagonistas na Prevenção e Igualdade de Género, da UMAR.

▪️ Entrada livre.

▪️Bib. Alcântara: Rua José Dias Coelho, 27-29 Lisboa (ao Largo do Calvário)

QUI, 22 SET 18h30 // Leituras Partilhadas

O ciclo contínuo Leituras Partilhadas promovido pelo Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) comemora esta semana, 3 anos de existência! 

Foram realizadas neste período, dezenas de tertúlias, presenciais e online, em que foram lidas e citadas dezenas de autoras/es, com respectivas trocas de reflexões desses mesmos escritos. Os textos a apresentar poderão ser literários, jornalísticos, ensaísticos, políticos, correspondência, entre outros…O importante é que seja uma leitura cuja reflexão nos toque do ponto de vista feminista.

A próxima tertúlia, entrada livre, realizar-se-á no CCIF/UMAR na próxima 5.ª feira, 22 de Setembro às 18h30.  

  • CCIF/UMAR – Rua da Cozinha Económica Bloco D 30M-N Alcântara, Lisboa | Telef. 218 873 005

Boas leituras!

SEG, 12 SET 18H // Aniversário da UMAR na Biblioteca de Alcântara

A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta dinamizará Biblioteca de Alcântara em Lisboa, a sessão “Memórias das Mulheres do 25 de Abril e as Lutas da UMAR na Época do PREC” em comemoração dos seus 46 anos, visando lembrar o papel das mulheres da zona ocidental de Lisboa (e de outras localidades) que viveram, participaram e lutaram a par de outras outras que acompanharam o período revolucionário do 25 de Abril de 1974.

Elas ocuparam casas, exigiram melhores condições de vida e de trabalho, revoltaram-se contra o assédio sexual nas empresas, lutaram por creches para as suas crianças… Mostraram as suas capacidades de luta e de activa participação social.

As convidadas Manuela Tavares e Idalina Rodrigues, dirigentes e co-fundadoras da UMAR, enquadrarão a história dos primórdios da nossa associação no tempo do PREC, salientando os desafios que (ainda) se colocam na actualidade para os feminismos.

Seguir-se-á uma conversa/convívio.

ENTRADA LIVRE!

LOCAL: Biblioteca de Alcântara: Rua José Dias Coelho 27-29, Lisboa 

CCIF/UMAR Fora de Portas! DOM, 31 JUL 17H // Dia Internacional da Mulher Africana no Largo São Domingos (Lisboa)

Este Domingo, 31 de Julho, celebra-se o Dia Internacional da Mulher Africana. A UMAR fará parte desta comemoração com o lema Juntas Re-existimos. Neste evento escutaremos as vozes de ativistas negras como Nuna e Sandra Baldé, que apresentaram seus livros no passado mês de Junho no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) .

Juntem-se a nós no dia 31 de Julho, pelas 17h, no Largo São Domingos (Rossio, Lisboa).

A concentração é uma iniciativa de um grupo informal de Mulheres Imigrantes em Portugal dos PALOP em cooperação com os seguintes colectivos e associações: ColetivX, Djass – Associação de Afrodescendentes e UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta .

De 11 a 15 Julho // Inscrições abertas para Workshop “Um Mundo de Diferenças”

CANDIDATURAS ABERTAS para o Workshop “Um Mundo de Diferenças”!

Dinamizado pela associação Par – Respostas Sociais com o apoio da UMAR, este workshop de educação não-formal “Um Mundo de Diferenças” do projeto Erasmus+ Peer Act* dirige-se a jovens (preferencialmente entre os 14 e os 24 anos) e será realizado na semana de 11 a 15 de Julho, das 14h às 18h, no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa/Alcântara.

Inscrições, neste formulário: https://forms.gle/RepqC2EMggVobG3P9

*O PeerAct é um projeto internacional que pretende dotar jovens de competências essenciais para o combate à discriminação, preconceito e intolerância.

QUI, 30 JUN 18H30 // Quando a violência (quase) não se vê: o contexto familiar e social

Esta 5.ª feira 30 de Junho às 18h30, teremos a próxima conferência (online) do Ciclo Violências dinamizado em parceria pela Biblioteca de Alcântara e o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) com o tema “Quando a violência (quase) não se vê: o contexto familiar e social”, com Carolina Moreira, activista feminista, dirigente da UMAR e Técnica de Intervenção Social.

Dia 30 de Junho 18h30, via online: Quando a violência (quase) não se vê: o contexto familiar e social

Esta sessão decorrerá via online, nesta ligação da plataforma Zoom.

Contamos com a vossa participação e/ou divulgação!

TER, 28 JUN 18h30 // Leituras Partilhadas temáticas  

Na próxima 3.ª feira 28 de Junho pelas 18h30, assinalaremos no CCIF/UMAR, o encerramento da exposição ‘Império do Medo. Escravatura e Tráfico Negreiro’ com uma edição especial do ciclo Leituras Partilhadas, dedicada ao cruzamento do género com as temáticas da escravatura, colonialismo e racismo. Será a quarta e última actividade cultural alusiva a esta exposição.

Após a sessão de inauguração da exposição no dia 9 de Junho por Isabel do Carmo, uma das comissárias, e de duas conferências com autoras africanas e afrodescendentes nos dias 14 e 23 – as escritoras Nuna, Kátia Casimiro e Sandra Baldé, sem esquecer Lala Berekai na ilustração – nada melhor do que concluir esta programação cultural alusiva com uma tertúlia feminista que reflicta estas problemáticas sob uma lente crítica de género e pós-colonial.

  • Entrada livre.
  • Mais informações. no seguinte e-mail.

Até 28 de Junho // Exposição ‘Império do Medo’ no CCIF/UMAR  

Últimos dias para visitar a exposição ‘Império do Medo. Escravatura e Tráfico Negreiro’ que está em exibição no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, Alcântara. Com a curadoria de Ana Maria Calçada e comissariada por Alfredo Caldeira, Fátima Sá, Isabel do Carmo, Patrícia Alves, Paula Cabeçadas e Raquel Santos, esta pode ainda ser visitada, gratuitamente, nos seguintes dias: 

  • 27 e 28 de Junho 2022, das 11h às 13h e das 14h às 18h

Esta exposição, tal como consta na sinopse, procura dar “um contributo sobre factos e circunstâncias: a ESCRAVATURA e o percurso na sua abolição em Portugal e no mundo”.

A mostra, rememora “o tráfico negreiro, a sua violência e circunstâncias, mas também a luta porfiada das vítimas e de quantos se lhe opunham”.

Classificando a Escravatura como um “verdadeiro império do medo”, a exposição recorda que cerca de 12,5 milhões de africanos foram traficados para as Américas, e reflecte sobre as heranças desse passado criminoso.

“Na sequência da escravatura, seguiram-se anos de colonialismo, discriminação ou segregação, que deixaram um rastro de racismo estrutural nos países que foram potências escravocratas e/ou colonizadoras”.

Aguardamos a vossa visita!