QUI, 15 DEZ. 18h30 // Apresentação do livro “As Luas dum Caracol” de Margarida Bom no CCIF/UMAR

 

Na 5.ª feira 15 de Dezembro, a partir das 18H30, Eduarda Ferreira apresentará no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) o livro “As Luas dum Caracol” de Mar Bom, “nome de guerra” de Maria Margarida Bom Silva.

Lisboeta dos quatro costados, cidadã e exploradora do mundo por vocação, com muito caminho de vida palmilhado, encerra um ciclo de 18 anos resgatando vivências e miragens que ecoam num livro colorido e vibrante.

A autora estará presente no evento. Entrada Livre!

as-luas-dim-caracol-15dez

Dezembro no CCIF/UMAR!

Dezembro está a começar e a nossa programação promete! Teremos três actividades culturais no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) ainda na 1.ª quinzena, nos dias 4, 7 e 15 de Dezembro.

programacao-dezembro


DOM, 4 DEZ 17h00 // Lançamento e apresentação do livro dos 40 Anos da UMAR: Construindo os Feminismos, Desafiando o Futuro. Além de fotos e dados ilustrativos das várias fases e lutas da associação, o livro conta com 41 testemunhos de associadas de diferentes gerações e regiões, cruzando experiências e perspectivas feministas. Feminismos em diálogo nos 40 anos da UMAR! Entrada Livre.

15230759_1252465601476802_2533884728248829744_n
Pormenor da capa do livro comemorativo dos 40 anos da UMAR

QUA, 7 DEZ. 18h30 // Projecção do Documentário Casablanca Calling, de Rosa Rogers Filme sobre uma nova geração de mulheres em Marrocos que lutam pela emancipação das mulheres, pelo direito à educação das meninas e raparigas e contra o casamento precoce. Filme vencedor do Prémio One World Media Award 2015, Women’s Rights in Africa.                 Iniciativa da UMAR com o apoio da Embaixada do Reino dos Países Baixos. Entrada Livre.

cartaz-final-30-nov


QUI, 15 DEZ. 18h30 // Apresentação do livro “Das Luas dum Caracol” de Margarida Bom Mar Bom, “nome de guerra” de Maria Margarida Bom Silva, lisboeta dos quatro costados, cidadã e exploradora do mundo por vocação, com muito caminho de vida palmilhado, encerra um ciclo de 18 anos resgatando vivências e miragens. Entrada Livre!

as-luas-dim-caracol-15dez


Contamos contigo para estas iniciativas de Dezembro, dias 4, 7 e 15.

Mais informações no nosso evento no Facebook. Saudações feministas da UMAR!

 

 

SEX, 18 Nov. 18h30 // Apresentação do Livro “A Gorda” de Isabela Figueiredo

Na próxima sexta-feira, 18 de Novembro pelas 18h30, teremos um prazer de ter connosco no Centro de Cultura e Intervenção Feminista CCIF/UMAR, em Lisboa (Alcântara) a escritora Isabela Figueiredo para apresentação do seu recém-lançado romance: A Gorda.

Teremos também exemplares disponíveis e convidada/o surpresa.

livro-de-isabela-figueiredo-a-gorda

Sinopse: O livro traça a história de Maria Luisa, uma bela rapariga, inteligente, boa aluna, voluntariosa e com uma forte personalidade. Mas é gorda. Uma característica física que a incomoda de tal modo que coloca tudo o resto em causa. Maria Luisa sofre em silêncio, mas não desiste, não se verga, e vai em frente, gorda, à procura de uma vida que valha a pena viver.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Isabela Figueiredo

Isabela Figueiredo nasceu em Moçambique em 1963. Após a independência, em 1975, rumou a Portugal. Foi jornalista no Diário de Notícias e é professora de Português. Estudou Línguas e Literaturas Lusófonas, Sociologia das Religiões e Questões de Género. Escreve regularmente no blogue Novo Mundo.

Escreveu Conto É Como Quem Diz, obra que recebeu o primeiro prémio da Mostra Portuguesa de Artes e Ideias, em 1988, e Caderno de Memórias Coloniais, publicado em 2009 e reeditado em 2015 pela Caminho.

Participa em seminários e conferências sobre as suas principais áreas de interesse: estratégias de poder, de exclusão/inclusão, colonialismo dos territórios, géneros, corpo, culturas e espécies.

Contamos contigo para esta especial sessão. Entrada livre!

SÁB, 12 NOV 10h-18h | Universidade Feminista em Diálogo – Práticas Feministas

Sábado, 12 de Novembro terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) um dia inteiro dedicado a comunicações livres!

14238089_1126363404119314_568925054712240412_n

PROGRAMA:

10h00-11h30 | Moderação Manuela Tavares
– O Desejo no Feminino |
Ana Paulino
– A pornografia e a vida real. Literacia mediática e percepções de jovens portugueses sobre conteúdos sexuais na internet | Daniel Cardoso e Cristina Ponte
– LES friendly – criar e partilhar para mudar | Eduarda Ferreira
– Recorte de imprensa/ Clipping | Cristina L. Duarte

11h45-13h30 | Moderação Clara Carvalho
– Trabalho doméstico em Portugal: Proposta para o ensino de divisão das tarefas domésticas no agregado familiar no 2.º ciclo escolar | Isabel Santos
– The Girl Effect | Girl Effect Coimbra
– Da beleza que dói ao orgulho de ser | Eliana Oliveira
– Colectivo Feminista do Porto | Aline Flor, Sara Leão, Alícia Medeiros e Ana Afonso
– Empreendedorismo Social: Projecto “Reciclar no Feminino”| Sofia Ramos

14h30-16h00 | Moderação Isabel Bento
– “Crítica do artigo “As/os feministas louc@s não deixam as mulheres ser objeto de desejo” | Margarida Hourmat
– A função social da religião no acolhimento de mulheres imigrantes Brasileiras em Portugal | Maria Beatriz do Valle Coelho Lopes
– Falar de Feminismo em Portugal: Uma Roda Parada | Cristina Marques Dias
– Diretrizes teóricas para a concepção do jogo de cartas VIDAS VIOLETAS em Portugal e no Brasil | Maria Raquel GM Pires e Beatriz Padilla

16h15-18h00 | Moderação Luísa Rego
– 12 Pessoas de costas | Ana Miriam Rebelo e Helena Valente
– Diálogos entre o feminismo e a argumentação jurídica | Benilde Moreira
– Psicoterapia feminista | Marília Saldanha
– As mulheres e o direito à privacidade | Victor Correia
– A migrante brasileira em Portugal: do corpo colonial e racializado às possibilidades de agência | Camila Craveiro, Rosa Cabecinhas, Carla Cerqueira

O programa com os links dos resumos: http://www.universidadefeminista.pt/

 

QUI, 10 Nov 18h00 | Magusto Feminista!

Chegado o Outono convidamos-te para o nosso Magusto Feminista já esta semana, 5.ª feira 10 de Novembro às 18h! O Magusto Feminista realizar-se-á no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Alcântara.

E, este ano, temos uma surpresa especial… a actuação do Coro Feminino de Cante Alentejano “As Ceifeiras” que vem nesse dia directamente de Castro Verde animar o encontro/convívio!

Teremos também especialidades da época (castanhas, água-pé, enchidos, etc).

Para entrada, pedimos o valor simbólico de 5 “castanhas” por pessoa.

14956462_1228303223893040_8075220338050062072_n