SÁB, 19 JAN, 17h30 no CCIF/UMAR // Lançamento de livro em homenagem à Prof.ª Lígia Amâncio

No sábado 19 de Janeiro às 17h30 no Centro de Cultura e intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, será lançado o livro “Lígia Amâncio: o género como ação sobre o mundo” em homenagem à Prof.ª Lígia Amâncio.

Esta publicação é organizada por João Manuel de Oliveira e Conceição Nogueira, contando com capítulos de Jorge Correia Jesuíno, Teresa Joaquim, Maria do Céu da Cunha Rego, Maria do Mar Pereira, Manuela Tavares, Rosa Cabecinhas, Jorge Vala, António Manuel Marques, Abílio Oliveira, Maria Helena Santos, Fátima Rodrigues e Emília Fernandes.

Edição do Centro de Investigação e de Intervenção Social (CIS-IUL).lígia amâncioLígia Amâncio, aposentada desde 2018, foi Professora Catedrática do ISCTE, no Departamento de Psicologia Social e das Organizações.

A sua carreira de investigação marcou o início dos estudos de género em Portugal, tendo-se centrado no estudo dos processos de construção social do masculino e do feminino e das suas implicações para a discriminação baseada no género, com particular destaque para a integração das mulheres em profissões de visibilidade pública e qualificadas, como a política, a ciência e a medicina. Autora de vasta obra, entre as quais, “Masculino Feminino: A Construção Social da Diferença”, Porto, Edições Afrontamento, 1998 (2ª ed).

Foi Presidente da APEM – Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (1993-1995), Presidente da CIDM – Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres (1996-1998) e Vice-Presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (2006-2012)

A não perder!

Entrada livre.

 

Anúncios

Iniciando 2019 a todo o vapor!

2019 já começou e a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta deseja um ano pleno de lutas feministas para fazer face aos muitos desafios que se nos colocam. Um passo de cada vez rumo a um mundo menos sexista, discriminatório e opressor.

Acompanha-nos no website, facebook e/ou instagram em: umarfeminismos

Quanto às actividades no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR), novidades muito em breve 😉

Postal da UMAR para 2019

Um 2019 mais feminista! Ninguém larga a mão de ninguém!

SEG, 10 de DEZ, 19h00 // Teatro e Empoderamento Feminino

Por ocasião do Dia Internacional dos Direitos Humanos, dia 10 de Dezembro 2018, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa pretende assinalar este dia, que também marca o último dia dos 16 Dias de Activismo contra a Violência de Género de 2018, com uma sessão às 19h00 “Teatro e Empoderamento Feminino”, com a actriz feminista brasileira Nina Rocha.

Brincando em Cima Daquilo Outra Vez, é uma experiência teatral que promove o diálogo sobre os direitos de livre expressão, escolha e convivência.

Teatro E Empoderamento Feminino CCIFUMAR

Ficha artística:

Dramaturgia: Franca Rame e Dario Fo
Tradução: Roberto Vignati e Michele Piccoli
Design Gráfico: Vital Lordelo
Design de luz: Rogério Candido
Sonorização rádio: Janete El Haouli e José A. Mannis
Vozes em off: Arlete Montenegro, Nina Rocha e Roberto Vignati

Produção: MCD produções e @NinaRochaAtriz

Evento, aqui. Entrada livre!

 

 

Dias 21 e 22 de Novembro no CCIF/UMAR!

Na semana antecessora dos 16 Dias de Activismo contra a Violência de Género de 2018, a UMAR convida para os dois eventos que realizaremos em Lisboa no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) nos dias 21 e 22 de Novembro.

QUA, 21 de Novembro às 18h30 // À Conversa com Mulheres Arquitectas

Na próxima 4.ª feira, 21 de Novembro pelas 18h30 teremos uma sessão do ciclo “À Conversa com…” na qual teremos a oportunidade de conhecer as arquitectas Patrícia Santos Pedrosa e Diana Bugado da associação fundada em 2017 “Mulheres na Arquitectura”. Esta associação visa a reflexão e a acção no âmbito da equidade de género nas várias práticas no fazer arquitectura, cidade e território.

mulheres arquitectas

QUI, 22 de Novembro às 15h00 // Lançamento do Relatório 2018 do Observatório de Mulheres Assassinadas da UMAR

Sessão de lançamento e apresentação dos dados do relatório anual de 2018 do Observatório de Mulheres Assassinadas (OMA) da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta na próxima 5.ª feira 22 de Novembro às 15h00 pelas técnicas e membros da equipa coordenadora do Observatório, Elisabete Brasil e Sónia Soares.

logo_oma           2305_feminicidios_620x350

Desde 2004 que a UMAR divulga os resultados dos relatórios anuais do Observatório de Mulheres Assassinadas (OMA ) sobre os femicídios e suas tentativas em Portugal estando todos eles disponíveis para consulta no nosso site em: http://www.umarfeminismos.org/index.php/observatorio-de-mulheres-assassinadas

Entrada livre em ambas as sessões.

Saudações feministas da UMAR

SÁB, 17 NOV às 15H // Feminismos e o Maio de 68

Neste Sábado, 17 de Novembro no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) teremos uma sessão sobre o Maio de 68 e a sua ligação com os feminismos.

Que influências dos movimento de estudantes para os movimentos de mulheres? Terão os ecos do Maio de 68 chegado a Portugal? Terão as feministas portuguesas dos anos 1960/70 sido influenciadas por esta onda?

Estas e muitas outras questões poderão ser colocadas e debatidas neste espaço que contará com as intervenções da historiadora francesa Anne Cova, da escritora Inês Pedrosa e de Maria Antónia Palla. A moderação estará a cargo de Manuela Tavares.

feminismos e o maio de 68_final

Evento, aqui.

Entrada livre.

QUI, 8 NOV 18h30 // Percursos do Feminino pela História da Arte

Na 5.ª feira 8 de Novembro terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, Alcântara, entre as 18h30 e as 20h30, a sessão com Joana Tomé sobre os percursos do feminino pela história da arte.

Capa_Facebook

Joana Tomé é designer freelancer e investigadora do CIEBA – Centro de Estudos e Investigação em Belas-Artes em Teoria da Arte e Feminismo. Tem licenciatura em Escultura na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL), Mestrado em Ciências da Arte e do Património (FBAUL) e Doutoramento em Belas-Artes, na vertente de Ciências da Arte (FBAUL).

Evento: https://www.facebook.com/events/289754771876552/

Entrada livre!

DOM, 28 OUT 16h00 // Festa Feminista da UMAR!!!

No próximo Domingo, 28 de Outubro a partir das 16h no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa teremos uma festa feminista por ocasião do 7.º aniversário do CCIF/UMAR.
 
Será um momento único, de convívio e que contará com as actuações da cantora KHIRA, da coreógrafa e bailarina de dança oriental Nuish Bellaluna e da actriz Nina Rocha.
 
Música, dança, teatro e outras surpresas para este final de tarde especial.
Festa Feminista
Evento, aqui.
Saber mais sobre estas artistas:
Entrada livre.

QUI, 18 OUT, 18h00 // Feminismos e Tráfico de Seres Humanos

A 18 de Outubro, Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos, a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta assinalará esta data com uma sessão dinâmica e de reflexão feminista sobre a problemática do Tráfico de Seres Humanos.

Feminismos e TSH 18102018

A UMAR é uma associação que há mais de uma década trabalha sobre este fenómeno tendo desenvolvido projectos específicos na área e pertencendo, nomeadamente, à Plataforma da Sociedade Civil contra o Tráfico de Seres Humanos da Comissão Europeia.

O local será o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, Alcântara pelas 18h00.  Entrada livre.

SÁB, 13 OUT, 17h00 // Memória Histórica e Mulheres. Dos Silêncios e as Silenciadas

A convidada desta sessão no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) é a professora e poeta galega Susana Sanchéz Arins, membro da plataforma de crítica literária A Sega e que falará sobre os silenciamentos das mulheres na história.

A moderação estará a cargo de Maria Dovigo, vice-presidente da Associação Pró-Academia Galega da Língua Portuguesa e membro da direcção da UMAR.

Susana Arins 13102918

 

Uma iniciativa da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta em parceria com o Centro de Estudos Galegos da FCSH-UNL e que conta com o apoio de Xunta de Galicia e Asociación de Escritoras-es en Lingua Galega.

Evento, aqui.

Entrada livre!