SÁB, 17 FEV 14h00-18h30 // Workshop do 1.º Festival Feminista de Lisboa

 

Este Sábado, 17 de Fevereiro entre as 14h00 e as 18h30, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) acolhe o workshop Linguagem Audiovisual e Roteiro do 1.º Festival Feminista de Lisboa.

Este workshop abordará as etapas da realização de um produto audiovisual, dando especial atenção à produção do roteiro e exercitando sua primeira etapa, a criação de personagens. No âmbito desta actividade, dar-se-á prioridade a produções de mulheres e à representação do feminino no audiovisual.

27747661_207401329814966_3785972422136501552_o

Professorxs:

Maria Bento:
Maria Bento se especializou em edição de cinema na Escola Darcy Ribeiro. Começou a trabalhar como assistente de edição em 2009 e desde então participou de projetos para TV (Globo Educação, Cooperar é um bom negócio), Institucionais (Vale, Mostra Humaniza SUS) e cinema (A Alma da Gente de Helena Solberg; Fla x Flu – 40 minutos antes do nada de Renato Terra e Extras do DVD do filme Canções, de Eduardo Coutinho). Como editora participou dos projetos de TV Globo Ciência (TV Globo e Futura), Esquinas (Canal Brasil), Capoeira (TV Brasil), Que Marravilha (GNT), Desejar Profundo, Irmãos Vaz (OFF); e dos curtas Drummond: Testemunho da Experiência Humana, de Maria de Andrade, Santo de Casa, de João Costa (selecionado no Festival Internacional de Filmes Curtíssimos de 2012), No Caminho da Água, Projeto do Instituto Reação, A Feira do Nordeste, por um poeta cabra-da- peste, de Maria de Andrade e Doido pelo Rio Márcio Câmara (selecionado no Festival do Rio de 2011).

Catarina Bizarro: 
Catarina Bizarro é guionista na produtora SP Televisão, onde escreveu “Os nossos dias”, “Bem-vindos a Beirais”, “Os nossos dias 2”, “Amor Maior” e “Espelho d’água”. Concluiu o curso de Escrita para cinema, televisão e novos média na Restart e foi convidada a estagiar na 9ª temporada da série “Morangos com Açúcar”. Participou também da escrita de alguns episódios da novela “Destinos Cruzados”. Neste momento, tem em fase de produção uma novela e uma série que escreveu. Formou-se em Comunicação Social em 2009.

Thiago Dantas:
Thiago Dantas atua há mais de seis anos como roteirista. Sócio e fundador da produtora de narrativas Vostok, cria, desenvolve e roteiriza projetos autorais e sob demanda. Para a produtora Conspiração, a maior produtora independente da América Latina, escreveu séries diversas de ficção e não ficção, com experiência em set e pós-produção, tais como: Detetives do Prédio Azul – 1ª e 11ª temp. (Gloob), Planeta Palavra (animação/infantil, em desenvolvimento – TV Brasil), Bela Cozinha – da 2ª à 7ª temp. e especiais (GNT), Vida + Bela (GNT), Vai que Cola – 1ª temp. (Multishow), Minha Estupidez (GNT), Amor Verissimo – 2ª temp. (GNT), Uma Rua Sem Vergonha (Multishow), Detox do Amor (GNT), Batalha de Quiosques (MTV), Vai Dançar (Multishow). Formado pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com habilitação em Audiovisual e intercâmbio em Cinema na Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3, especializou-se na área de roteiro por meio de diversos cursos e seminários, tais como Story de Robert Mackee.

Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeoeozSR7NhbBLyZCpVgCYISxDTyoQySLcAxpExVPXPADj_RQ/viewform?c=0&w=1

 

Anúncios

SEX, 9 FEV às 18h30 // Apresentação do livro “Moda e Feminismos em Portugal. O Género como Espartilho”

Na próxima sexta-feira, dia 9 de Fevereiro às 18h30 será apresentado no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) o recente livro da socióloga Cristina L. Duarte “Moda e Feminismos em Portugal. O Género como Espartilho” publicado pela editora Temas e Debates.

De carácter interdisciplinar, este livro analisa a relação entre moda e género, através das práticas, representações e modelos socioculturais da moda, inscritas nos quotidianos de dezenas de mulheres ao longo de três gerações.

Moda e Feminismos

O livro será apresentado pela autora Cristina Duarte e estarão presentes algumas das gerações de mulheres (avó, mãe e/ou filha) entrevistadas para este estudo, que parte da sua tese de doutoramento.

Entrada livre.

 

QUI, 1 FEV, 18h00 // Apresentação do livro “Marquesa de Alorna. Querida Leonor”

O primeiro mês do ano está quase a terminar mas a programação de Fevereiro no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR)  também promete!

No dia 1 de Fevereiro às 18h00 terá lugar a apresentação do livro juvenil “Marquesa de Alorna. Querida Leonor” da historiadora e feminista “umarista” Luísa Paiva Boléo sobre a grande figura de Marquesa de Alorna.

Com óptimas ilustrações de André Carrilho este livro foi publicado em 2017 pela editora Pato Lógico em parceria com a Imprensa Nacional Casa da Moeda.

A apresentação estará a cargo do escritor e historiador Alexandre Honrado, com a presença da autora.

Alorna

Sobre o livro: Aristocrata e poetisa, Leonor de Almeida Portugal nasceu em 1750, viveu a adolescência reclusa num convento, por causa do escândalo envolvendo os Távoras, e só mais tarde, já adulta, se tornou numa influente patrona das artes.

Segundo a autora Luísa Paiva Boléo, “Esta jovem mulher tem sede de liberdade e depois de alguns meses de descanso e encontros com parentes e amigas, percebe que o país não está preparado para a sua abertura de espírito e rebeldia”.

Entrada livre.

QUI, 25 JAN, 18h30 // Ciclo de Conversas sobre Menstruação

Esta 5.ª feira 25 de Janeiro terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) a segunda sessão do Ciclo de Conversas sobre Menstruação, com a convidada Tai Barroso.

Inscrições para: gata.lisbon@gmail.com

26814545_10155671916874760_1921097284722115226_n.jpg

Uma iniciativa do GATA (Group for Activism and Transformation through Art).

 

SÁB, 20 JAN, 15h00 // Múltiplas Discriminações: mulheres lésbicas e trans

Inserida no novo Ciclo de Tertúlias “Múltiplas Discriminações” a realizar-se no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) esta primeira actividade será dedicada à temática das discriminações das mulheres lésbicas, bissexuais e/ou trans.

As cinco convidadas, Alexa Santos, Clara Carvalho, Eduarda Ferreira, Isabel Bento e Júlia Mendes Pereira são activistas de referência nas lutas e movimentos associativos LGBTQI em Portugal.

Múltiplas Discriminações.png

Uma iniciativa do Projecto Memória e Feminismos da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, que já vai na sua sexta edição, ao abrigo da pequena subvenção da CIG. 

Entrada livre.

 

SEG, 15 JAN 18h00 // Debate “Violação, Crime Público?” com Clara Sottomayor e Elisabete Brasil

 

A violação como crime público não tem sido um assunto consensual entre vários sectores da sociedade portuguesa. A prová-lo, está o debate feito no Parlamento em 2014.

A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, na sequência dos acontecimentos com jovens mulheres em Braga e no Porto em 2017, pretende reavivar este debate, procurando suscitar uma mudança que, dispensando a apresentação de queixa por parte da vítima, a possa também proteger.

Entendemos que a sociedade não pode invisibilizar mais este crime, ao colocar a responsabilidade nas vítimas e, por outro lado, que a justiça deve dar sinais inequívocos da sua condenação, não revitimizando as vítimas.

violacaocrimepublico

O debate no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) contará com a participação de Clara Sottomayor, juíza do Supremo Tribunal de Justiça e de Elisabete Brasil, Directora Executiva para a área da Violência de Género da UMAR.

Entrada livre.

Evento no Facebook, aqui.

 

SEX, 12 Jan 18h00 // A Jineolojî, Ciência das Mulheres e Jinwar – Aldeia de Mulheres Livres

Na próxima sexta-feira, dia 12 de Janeiro, pelas 18h00, o Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) irá acolher, em parceria com a Universidade Feminista e o Comité de Mulheres da Plataforma de Solidariedade com os povos do Curdistão, uma palestra/conversa sobre a Ciência das Mulheres, a Jineolojî, assim como sobre a primeira aldeia de mulheres livres do Médio Oriente, a Jinwar.

conversa_ciencia

Esta palestra será dinamizada por uma activista curda, Yasemin Andan, e será em língua inglesa (tentaremos ter tradução simultânea).

Sejam bem-vindos/as! Entrada livre.

*Cartaz da autoria de Las Piteadas

 

SÁB, 06 Janeiro 17h00 // Em Dia de Reis falar de Rainhas: Irene Lisboa

Em Dia de Reis falar de Rainhas, já vai sendo uma tradição.

Este ano, sucedendo a personalidades como as escritoras Sophia de Mello Breyner Andresen, Natália Correia e Cláudia de Campos e a fotógrafa Ana Maria Holstein Beck, fala-se da escritora e pedagoga Irene Lisboa.                                                                            

Esta sessão sobre Irene Lisboa terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) no dia 6 de Janeiro de 2018, a partir das 17.00h

Nascida a 25 de Dezembro de 1892 em Arruda dos Vinhos e falecida em Lisboa a 25 de Novembro de 1958, a autora de “Uma mão cheia de nada outra de coisa nenhuma”, de ideias progressistas e antifascistas, foi uma inovadora na área da educação infantil e uma das grandes vozes da literatura do seu tempo.

Irene Lisboa 06012018.jpg

Evento, aqui.                                                                                                                                Organização: Isabel Lousada / Luís Pinheiro
Parcerias: UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta
CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da FCSH-UNLCLEPUL – Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Universidade de LisboaAMONET Associação Portuguesa de Mulheres Cientistas – MIMA

SEG, 18 DEZ 18h30 // Lançamento da Agenda Feminista 2018 da UMAR

Na próxima 2.ª feira 18 de Dezembro, lançaremos no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) a Agenda Feminista 2018 da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, com um debate com algumas das jovens autoras que participaram na construção desta publicação sobre o que significa “Ser feminista hoje”.

agenda umar 2018

Preço das Agendas para Associadas da UMAR: 5€
Preço para Agendas para Não Associadas da UMAR: 7€

Agendas podem ser adquiridas no CCIF/UMAR ou fazendo pedido para o e-mail: umar.sede@sapo.pt

Evento, aqui. Junta-te a nós! Entrada livre.